Cine Freud: A outra mulher


"A outra mulher" (Brasil), que no original é "Amoureux de ma femme" ("Apaixonado pela minha mulher"), é um filme sutil, inteligente, engraçado e que fala dos desvios fantasmáticos de Daniel.

Daniel Auteuil (ator e diretor) interpreta de forma deliciosa essa outra parte de si mesmo, totalmente imaginativa e que se alterna com sua outra face cartesiana e real.

Ao conhecer a nova namorada de seu amigo, a jovem Emma, Daniel é tomado por uma atração e fascinação tal, que leva o espectador a caminhar junto com ele, de um lado para o outro em flashes fantasiosos e engraçados, ambos se perdendo em especulações.

A fantasia, assume cada vez mais a dimensão de valor, a ponto do personagem se apegar a uma história muito bem construída.

Os quatro atores à sua própria maneira pontuam de maneira excelente e juntos este imbróglio do amor imaginativo, real ou não que ressoa a ambiguidade do título original.

Nos dá uma reflexão interessante sobre a vida, amor, equilíbrio e o termo que acompanha a estrutura psíquica dos relacionamentos.

Um filme completamente diferente, inventivo, uma operação inteligente e cuja história secreta deve ser, obviamente, guardada para todos aqueles que irão descobrir este filme intrigante.